Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Os Sons da Serenidade / The Sounds of Stillness

 

 

Os Sons da Serenidade / The Sounds of Stillness

 

 Como surge instantaneamente a memória de Deus na mente que não tem nenhum medo que a mantenha afastada! Sua própria lembrança se foi. Não há nenhum passado para manter sua imagem amedrontadora impedindo o alegre despertar para a paz presente. As trombetas da eternidade ressoam através da serenidade, entretanto, não a perturbam. E o que é lembrado agora não é o medo, mas a Causa e o medo foi feito para não deixar que Ela fosse lembrada e para desfazê-La. A serenidade fala em sons gentis do amor que o Filho de Deus recorda de um tempo anterior, antes que a sua própria lembrança se interpusesse entre o presente e o passado tomando-os inaudíveis.

 

How instantly the memory of God arises in the mind that has no fear to keep the memory away. Its own remembering has gone.

There is no past to keep its fearful image in the way of glad awakening to present peace. The trumpets of eternity resound throughout the stillness, yet disturb it not. And what is now remembered is not fear, but, rather, is the cause that fear was made to render unremembered and undone. The stillness speaks in gentle sounds of love the Son of God remembers from before his own remembering came in between the present and the past, to shut them out.

 

  

Um Curso Em Milagres / A Course In Miracles (T28, I, 13)

 

Copyright, Joma Sipe, www.jomasipe.com

 

Publicado por Joma Sipe às 14:04
link do post | favorito
|
1 comentário:
De ana carolina a 17 de Maio de 2009 às 18:31
essas mandalas sao lindas.. e as descricoes perfeitamente relatadas! deus iluminou vc para q conseguisse expressar a verdade!!!

Comentar post